Dra. Luciana Harfenist fala sobre suplementação esportiva

card_12

Confira a entrevista com a Dra. Luciana Harfenist sobre suplementação alimentar esportiva.

Qual é a função do suplemento alimentar?

Literalmente suplementar, os suplementos foram criados com o propósito de aumentar a concentração de determinados nutrientes quando não alcançados, através da alimentação, ou para suprir deficiências, demandas aumentadas nas diversas fases da vida, em diversas patologias, e para performance e recuperação de atletas e desportistas.

A suplementação nutricional em atletas tem papel fundamental em sua performance e evolução da mesma. De acordo com a Academy of Nutritionand Dietetics, nos EUA um atleta de alta performance pode chegar a necessitar de 8 a 10.000 calorias por dia, o que seria inviável, através da alimentação normal, pois o atleta precisa treinar muitas horas, e a digestão de tantos alimentos atrapalharia o treino e a sua evolução .

Hoje em dia, algumas pessoas mesmo não sendo atletas de competição, treinam como se fossem, e devem receber protocolos muito próximos aos dos atletas, sempre respeitando a sua individualidade bioquímica.

É preciso se exercitar todo dia para usar suplementos? Ou ser atleta profissional?

Depende do suplemento, das necessidades bioquímicas, e dos objetivos de cada um.

Citando um exemplo bem rotineiro como a manutenção da massa magra adquirida, tão valorizada e difícil de ser alcançada, será importante ingerir a quantidade exata de proteínas ao longo do dia, que nós nutricionistas calculamos baseado na análise clínica, e antropométrica do paciente tanto para atletas ou desportistas.

A prescrição de suplementos sempre deve ser realizada por um nutricionista especializado, que detém os conhecimentos técnicos e a prática clínica para prescrever suplementos respeitando a genética de cada paciente, garantindo resultados com segurança.

O whey protein que sempre fora utilizado para quem que deseja ganhar músculos, hoje estudos vem comprovando seus benefícios no controle da glicemia, da saciedade, na prevenção da osteoporose, proteção do endotélio, manutenção da massa magra, na imunidade, no controle do peso, pois trata-se de uma proteína de alto valor biológico essencial ao  metabolismo .

O whey protein pode ser indicado para regulação da glicemia, na recuperação de paciente oncológico, quadros de desnutrição e em casos de pré e pós-cirúrgico, além de auxiliar a parte imunológica, para mulheres durante o climatério, que acabam perdendo massa muscular, e no tratamento da obesidade.

Qual a diferença entre os suplementos alimentares, e os anabolizantes (tem muita gente que acha que eles são a mesma coisa!)?

Esteroides anabolizantes são drogas fabricadas para substituírem o hormônio masculino produzido nos testículos, testosterona. Os anabolizantes atuam no crescimento muscular, no aumento da força, e no desenvolvimento das características sexuais masculinas como: pêlos, barba, voz grossa. São medicamentos indicado apenas para os pacientes com deficiência de testosterona, relacionado com alguns estados patológicos, mas também podem ser indicados na menopausa, e na andropausa na versão biodêntica regularizando os níveis sanguíneos e estabilizando diversas funções do organismo.  As versões injetáveis amplamente utilizadas pelo público fitness, fisiculturistas e outros além de aumentar rapidamente a massa muscular, que é o efeito mais desejado, poderá a médio prazo, reduzir a libido, aumentar a agressividade, interferir no equilíbrio hormonal, ser gatilho para câncer de fígado, masculinização nas mulheres, como engrossamento da voz, amenorreia, infertilidade, espessamento dos ossos da face, acne, alopecia, e aumento do clitóris.  Os anabolizantes vendidos sem prescrição médica são ilegais e geralmente são comercializados no  “mercado negro”.

Não sou contra a modulação hormonal, aliás, muito pelo contrário sou totalmente a favor da modulação biodêntica realizada por médicos especialistas com excelentes resultados para a saúde e bem-estar, afinal como seria possível viver com qualidade mais de 90 sem esses hormônios? Os hormônios em níveis ótimos são sinônimos de saúde e bem-estar!

Os suplementos são extraídos dos alimentos, são alimentos mais concentrados, e tem como objetivo principal suprir as necessidades de macro e micronutrientes conforme as necessidades bioquímicas de cada paciente.

Por não se tratar de medicamentos os suplementos nutricionais são comercializados livremente nas lojas e site especializados. Os suplementos podem oferecer risco à saúde caso sejam usados de forma incorreta, isso na verdade vale para tudo que ingerimos.

A suplementação deve ser realizada por profissionais capacitados com as dosagens individuais e seguras, respeitando as recomendações dos nossos conselhos. Garantindo uma evolução positiva na saúde, e na performance atlética dos pacientes, prevenindo efeitos colaterais relacionados com a má indicação, com algumas intolerâncias aos ingredientes do suplemento, e pelo abuso das doses copiadas de revistas, sites, blogueiros.

Os suplementos alimentares, de um modo geral, podem ser indicados para todas as idades. Desde uma criança que está com dificuldades para ganhar peso, com baixa estatura onde será indicado o acréscimo proteico adequado, até a suplementação de creatina em idosos para a melhora do metabolismo energético, e para estimular a síntese proteica dentre outras aplicabilidades.

Pode-se usar mais de um tipo de suplemento ao mesmo tempo (para finalidades diferentes)?

Sim, por exemplo, no caso da  reposição hidroeletrolítica, para maratonistas, e atividades aeróbicos com mais de 1 hora, junto aos  repositores energéticos  para reposição da glicose, antioxidantes importantes para todos os praticantes de atividade física, pois atenua o estresse oxidativo, estimulantes como  cafeína, chá verde, que aumentam a disposição e os whey proteins já consagrados para ganho e manutenção da massa muscular.

Todos devem ser prescritos por um nutricionista, que levará em conta a individualidade sempre a bioquímica!

Quais medidas devem ser tomadas para utilizar os produtos sem oferecer risco à saúde?

Nunca comprar produtos proibidos que contenham substâncias que podem levar ao óbito como no caso dos pré treinos e outros estimulantes que contenham  efedrina, Dimetilamilamina  capazes de aumentar os batimentos cardíacos a pressão arterial, ambas proibidas no Brasil, mas ainda são vendidas nos marcados  paralelos.

Ler o rótulo é fundamental. Uma vez em minha clínica um paciente trouxe um isolado proteico para que eu avaliasse, e fiquei muito surpresa ao descobrir que na lista de ingredientes continha farinha de trigo!!! Onde já se viu um Isolado Proteico com farinha?

Esse é um pequeno exemplo de erros e enganos que podem ocorrer quando compramos um suplemento levando em conta, apenas a propaganda. Outra armadilha é comprar suplementos baseados na orientação dos vendedores das lojas que não tem respaldo técnico para estarem prescrevendo suplementos, colocando em risco a saúde do cliente, como rotineiramente acontece.

Quem pode prescrever o uso de suplementos?

Nutricionista especializado e médicos da área. O Nutricionista é o único profissional qualificado, e legalmente apto para prescrição de dietas!

 Vamos explicar cada uma das categorias de suplementos alimentares de acordo com sua finalidade, quais suas características, para que servem, quando devem ser utilizados, contra indicações e quais são os seus principais representantes. Poderia nos dar essas informações de cada um dos itens abaixo?

Whey Protein

WHEY PROTEIN CONCENTRADO (WPC) O whey protein é um dos suplementos mais consumidos no mundo, trata-se de um subproduto da produção do queijo, que posteriormente é processado e transformado em pó, o whey protein é uma proteína com alto valor biológico, sendo utilizado principalmente para manutenção e ganho de massa muscular. Contem lactose, e gordura e pode causar desconforto digestivo aos intolerantes a lactose

WHEY PROTEIN ISOLADO (WPI) isolado proteico é praticamente livre de lactose, não contém gordura, carboidratos. Mais indicado para pós-treino imediato em função da sua rápida digestão e absorção e garantindo o aporte imediato dos aminoácidos envolvidos na  regeneração muscular.

WHEY PROTEIN HIDROLIZADO (WPH)

O whey protein hidrolisado passa por um processo em que as moléculas de proteína do soro do leite são quebradas em partículas menores, através da hidrólise, de suas proteínas, em um processo semelhante a nossa digestão, garantindo uma disponibilizando praticamente os aminoácidos livres, fazendo com que a digestão e a absorção se tornem ainda mais rápidas. É conhecido como whey protein pré-digerido. O whey 100% hidrolisado pode ser uma alternativa para as pessoas que tem intolerância a lactose e/ou alergia as proteínas de origem animal. Mais indicado também para o pós-treino imediato em função da sua rápida digestão e absorção, garantindo  o  aporte imediato dos aminoácidos envolvidos na regeneração muscular.

BCAA

O BCAA é um suplemento com a formulação de aminoácidos de cadeia ramificada, os denominados aminoácidos essenciais, pois nosso organismo não sintetiza esses aminoácidos e devem ser obtidos, através de alimentação e  suplementação.

O BCAA (Branch Chain Amino Acids) é formado por três aminoácidos: Valina, Leucina e Isoleucina. O BCAA é fundamental para auxiliar na recuperação do músculo, evitando o catabolismo proteico, e promovendo o ganho de massa muscular.

Os aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) por aumentarem a síntese de proteínas musculares e reduzem a sua degradação, fornecem diversos benefícios como: a melhora no tempo da recuperação após o exercício, aumento da resistência muscular, diminuição da fadiga muscular, melhora da performance, serve como fonte alternativa de energia para quase todas as células, evita a proteólise do tecido muscular, após o exercício, auxilia na recuperação de microtraumas musculares, reduz os níveis  de ácido lático após o exercício, e ainda estimula  a liberação do hormônio do crescimento (GH). Os treinos mais intensos promovem o estado altamente catabólico. Nesse momento, o BCAA suprirá as necessidades de nutrientes no organismo. Caso não tenhamos um aporte adequado dos aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) nosso organismo irá retirar esses aminoácidos da nossa musculatura, acarretando na perda de massa magra. As recomendações devem ser individualizadas, mas o ideal é ingerir o BCAA imediatamente antes e após o treino intenso com pesos ou um treino aeróbico de maior intensidade.

Creatina

É um composto produzido naturalmente pelo nosso organismo para fornecer a energia necessária aos nossos músculos. Ela é produzida pelo fígado e, em seguida, levada pelo sangue para as células dos músculos, onde é convertida em fosfato de creatina. Ela é armazenada nos músculos para ser utilizada durante os exercícios. É muito utilizada para ganho de massa muscular, aumento da força e impulsão. É fartamente distribuída nos alimentos protéicos, principalmente na carne vermelha e no peixe. E na forma de suplementos a dosagem ideal de creatina varia de 3 a 5 gramas por dia, cabe ressaltar que nenhum alimento é rico o suficiente para fornecer essas quantidades isoladas. O nutricionista investiga profundamente todas as possibilidades naturais e saudáveis antes de prescrever qualquer suplemento, mas no caso da creatina seria inviável uma alimentação natural capaz de atender as doses mínimas  indicas.

Já imaginou consumir 1 quilo de carne ao dia para garantir apenas 4 gramas de creatina?

Eu sou fã da Creatina há muitos anos e principalmente após acompanhar diversos estudos da Escola de Educação Física e Esportes (EEFE) da USP, do professor Bruno Gualano, que apontam a suplementação de creatina, aliada a um programa de treinamento de força, promove ganho de massa muscular e força em pacientes com disfunção muscular e sarcopenia. Segundo Bruno, idosos com sarcopenia e pacientes com osteoartrite de joelho, foram significativamente beneficiados pelo uso da creatina. E cabe ressaltar que todos os ensaios clínicos apontaram que a suplementação não provocou nenhum efeito adverso importante, contrariando a crença de que esse suplemento poderia ser prejudicial á saúde, sobretudo aos rins.

E me tornando repetitiva e ressaltando mais uma vez que somente o Nutricionista especializado terá qualificação técnica para prescrição da creatina, e de outros suplementos em harmonia com o planejamento alimentar.  A creatina mal indicada e em doses equivocadas, causará retenção de líquidos.

Blend de proteína

BLENDS PROTEICOS caracterizam–se por oferecer uma mistura de diversas proteínas com estruturas moleculares diferentes com o objetivo de que serem absorvidas de forma gradual, o que influencia afim de manter uma absorção gradual de aminoácidos envolvidos na síntese protéica e ganho de massa.

Estudos sugerem uma mistura de diferentes tipos de proteínas, promove a liberação gradativa de aminoácidos na circulação sanguínea prolongando a síntese proteica e reduzindo o catabolismo proteico. Devem ser utilizados nos lanches, desjejum ou ceia. Normalmente contém caseína, proteína da soja e a albumina proveniente do ovo, mas não deve ser consumido por pessoas com má digestão, refluxo, gastrite, colón irritável, prisão de ventre, e alérgicos a ovo, soja e leite.x

Nenhum suplemento proteico deve ser consumido sem orientação de um nutricionista especializado. Os suplementos não são indicados para Gestantes, paciente renal, diabéticos, hipertensos, gestante e crianças.