Dieta Paleolítica: Funciona para todo mundo?

Dieta peleolítica a dieta que está conquistando cada vez mais adeptos. Aqui você vai descobrir o porquê de tanto sucesso, e poderá decidir de forma consciente se esta é a dieta que você procura para conquistar a tão sonhada boa forma.

Dieta paleolítica o que é?

Para que você possa entender com clareza o que é a dieta paleolítica, te convido há voltar um pouco no tempo. É isto mesmo! Tente-se lembrar de como era a alimentação do homem das cavernas. Eu vou te dar uma forcinha, a alimentação do homem das cavernas era baseada em alimentos de caça, pesca e plantio. Pela época, era inviável ter a presença de alimentos como:

  • Arroz;
  • Macarrão;
  • Bolos;
  • Sucos de frutas;
  • Alimentos ricos em açúcar e qualquer outro tipo de alimento pronto para o consumo.

O homem das cavernas comia basicamente o que hoje é chamado de “comida de verdade”. Esta é a proposta da dieta paleolítica, a de que você tenha um alimentação mais natural, para se ver livre de doenças metabólicas como:

  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Colesterol alto;
  • Obesidade e assim alcançar mais qualidade de vida.

 

Qual o diferencial da dieta paleolítica?

Esta dieta tem como principais benefícios:

  • Grande quantidade de fibras, que vem dos vegetais, legumes, algumas raízes, frutos e sementes;
  • Grande quantidade de proteínas (vindas das carnes, ovos, frutos do mar). Estas proteínas são as responsáveis por formar e reconstruir os tecidos do corpo, o que é favorável para o ganho de massa magra e ganho de saciedade;
  • Fornece grande quantidade de gorduras mono e polinsaturadas como Ômega 3, que tem ação anti-inflamatória, o que por sua vez contribui para combater a obesidade. Assim como para reduzir os níveis de colesterol e triglicérides;
  • É uma dieta com baixo índice glicêmico, pela ausência dos carboidratos. O que irá fazer com que as gorduras sejam melhor utilziadas como fonte de energia e com isso você emagrece mais facilmente. Além disso, quando a dieta é combinada com exercícios físicos, seu corpo ganha mais definição;
  • É rica em vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do seu organismo, assim como para o equilíbrio do seu metabolismo, fazendo com que ele trabalhe melhor;
  • Melhor funcionamento intestinal e melhor processo digestivo, devido às fibras presentes na dieta;
  • Redução da retenção líquida.

 

O que é permitido na dieta?   

Entram no cardápio:

  • Carnes de todos os tipos (dê preferência pelas versões magras);
  • Hortaliças (dê preferência pelas verduras com baixo índice glicêmico);
  • Frutos do mar como peixes, mariscos, ostras e camarões;
  • Ovos, a boa notícia é que é válida para qualquer tipo de preparação utilizando este alimento;
  • Legumes, sendo aqueles de baixo índice glicêmico;
  • Gorduras: Sim! Na dieta paleolítica pode gordura, desde que seja a gordura natural dos alimentos. Sendo assim, está liberado o óleo de coco, azeite de oliva, maionese de azeite de oliva.

Os alimentos como margarinas, gordura vegetal hidrogenada, óleos com origem em sementes e grãos devem ser evitados.

 

Quais os alimentos consumir com moderação?

Se você está adotando a dieta paleolítica com o objetivo a de perder peso e não apenas adotar um novo estilo de vida, o ideal é evitar alimentos como:

  • Mandioca;
  • Beterraba;
  • Batata doce;

Estes alimentos são fonte de carboidrato, você pode até inclui-los com moderação em uma fase da dieta onde já tenha alcançado o peso desejado e já esteja, portanto na fase de manutenção.

  • Frutas: As frutas em especial suco de frutas são ricos em açúcar, devido ao açúcar da fruta (frutose) e na maioria das vezes se adiciona açúcar ao suco, o que o torna mais calórico e amenta seu índice glicêmico. Por esta razão, a dica é evitar as frutas, em especial as de alto índice glicêmico. Se você tem como hábito consumir frutas, pode então optar pelo abacate, que é fonte de Ômega 3 ou pelas frutas vermelhas, que são ricas em antioxidantes, o que naturalmente auxilia na perda de peso e tem baixo índice glicêmico.

 

O que não comer na dieta paleolítica?

  • Açúcar;
  • Amido presente no arroz, feijão, na soja, pipoca e derivados de milho, além dos alimentos à base de farinha branca;
  • Produtos industrializados e com aditivos químicos, tudo o que não for natural, ou seja, que venha em pacotinhos prontos para o consumo não entra no cardápio;
  • Margarina: A margarina deve ser evitada. Substitua-a pela manteiga;
  • Laticínios: O leite não entra na dieta por conter lactose (um tipo de carboidrato). Além disso, muitas pessoas sofrem com intolerância à lactose, sendo assim cortar estes alimentos acaba se tornando benéfico ao organismo;
  • Bebidas alcóolicas: Para manter uma dieta saudável evite as bebidas alcóolicas.

 

O quanto comer?

Se até o momento, você só tem se interessado cada vez mais por este tipo de dieta, vai gostar ainda mais ao saber que a dieta paleolítica apesar de ser uma dieta restritiva, onde só é permitido alimentos fontes de proteínas e gorduras, não estabelece horários para as refeições e nem tão pouco quantidades. Você deve comer quando estiver com fome e na quantidade que te fizer saciada (o).

 

Dieta paleolítica funciona? Palavra de nutricionista

Como você pode ver, a dieta paleolítica tem sim seus benefícios e pela ausência de carboidratos o principal deles é a perda de peso. Isso porque o seu organismo entrará em um processo de Cetose, onde na falta de carboidratos ele queima gorduras para obtenção de energia.

No entanto, antes mesmo de optar por esta ou qualquer outra dieta é importante consultar um nutricionista. Com a orientação deste profissional, você tem a oportunidade de fazer uma reeducação alimentar, onde seus hábitos serão modificados de forma a proporcionar um emagrecimento definitivo.

Neste plano de reeducação serão levados em conta as suas necessidades e objetivos. Além disso, você se tornará mais consciente de que a dieta sozinha, não é capaz de fazer milagres, é necessário mudar a sua forma de pensar em relação à comida, assim como adotar a prática regular de atividade física e bons hábitos como dormir bem.

O conjunto destas ações, é que te farão alcançar a saúde e qualidade de vida. Se conhecer um pouco mais sobre a dieta paleolítica foi interessante para você, não deixe de curtir, comentar e compartilhar. Assim você estará fazendo a sua parte para transformar a vida de outras pessoas para melhor. Pense nisso!

Até a próxima!