Dicas da Dra. Luciana Harfenist para ir à feira comprar alimentos saudáveis

1 – Quais são os alimentos de cada grupo que são mais saudáveis e não podem faltar na lista de compras de quem vai a feira?

Todos os alimentos da pirâmide alimentar devem estar presentes no prato. A maior oferta de um ou de outro dependerá das necessidades bioquímicas de cada um. Mas uma regra serve para todos que pretendem inundar seu organismo com nutrientes essências. Em cada refeição  é necessario  comer alimentos com 5 cores diferentes, pois cada cor tem relação com um grupo de nutrientes diferentes, que manterão o o organismo em equilíbrio

 

2 – Algumas frutas possuem muito açúcar e calorias. Que frutas possuem menos calorias e por isso são mais recomendadas?

As frutas contém frutose, fibras, vitaminas minerais fundamentais para os mais diversos processos biológicos do nosso organismo, ou seja, são saudáveis na medida certa. O grande problema que eu percebo em relação ao consumo de frutas  é  a confusão que as pessoas fazem em relação aos alimentos naturais. Por serem saudáveis, são consumidos em quantidades exageradas, e esse consumo excessivo é  prejudicial e pode elevar  os níveis de glicose, e triglicerídeos no sangue, além do depósito de gordura abdominal.

 

3 – É recomendado sempre consumir alimentos da estação. Como escolher os alimentos mais novos e mais bonitos da Feira?

Saber a safra dos alimentos antes de ir a feira é  uma grande vantagem, tanto na qualidade do alimento quanto no preço. Durante as safras os hortifrútis estão em seu ápice biológico, garantindo maior concentração de nutrientes.

 

4 – Os alimentos orgânicos estão muito em alta. Eles são realmente mais saudáveis?

Sim, pois além de serem naturalmente ricos em diversos nutrientes, eles estarão livres dos agrotóxicos muito prejudiciais a saúde relacionados com diversas patologias degenerativas.

 

5 – Como saber se uma fruta possui agrotóxico? Quais as frutas e verduras costumam receber grande quantidade de agrotóxicos?

É necessário buscar o selo IBD que certifica produtos orgânicos, as mais contaminadas são:
Tomate, morango, mamão papaia, goiaba, figo, uva, pera, pêssego, melão.
Manga, abacaxi, maracujá, banana, laranja, melancia, mamão formosa.

Existe um novo guia para o consumidor sobre produtos orgânicos: https://issuu.com/organicsnetalimentosorganicos/docs/guia_do_consumidor

 

6 – Sabemos que a casca de algumas frutas e legumes são nutritivas e ás vezes saborosas.

Tantos as cascas de frutas como as folhas de algumas hortaliças, normalmente descartadas são riquíssimas em nutrientes essências. A casca dos vegetais na natureza tem p papel biológico de proteção da planta, sendo assim existe uma grande concentração de compostos bioativos, e vitaminas que devem e podem ser consumidos.

 

 

De quais alimentos podemos  ingerir as cascas ?

Podemos ingerir de diversas frutas, e hortaliças contanto que sejam organicas.
Como  a casca da banana, do abacaxi, da melancia, da  abóbora que podem ser transformados em receitas  deliciosas.

Como o suco delicioso feito com a casca do abacaxi fervida, ou as folhas da beterraba que  podem ser preparadas iguais a couve mineira, e seus talos podem ser utilizados enriquecendo sopas e molhos, deixando as receitas mais ricas em vitaminas e minerais, flavonoides, antioxidantes, que auxiliam na inativação das espécies reativas de oxigênio modulando a inflamação do organismo.

Casca da laranja normalmente desprezada é rica em óleos contem muita vitamina C, fitonutrientes e flavonoides, que auxiliam no processo digestivo. Ótima opção em marinadas de  frangos e peixes acrescentando  compostos bioativos na receita  importantes para organismo.

As folhas verdes da couve-flor também podem ser utilizadas em recheios e sopas acrescentado muito ferro.

A casca de mamão  tem várias utilidades e serve para amaciar carnes, tem ação digestiva, anti-inflamatória, rica em  fibras, potássio, fósforo e vitamina A e C, uma ótima opção para sucos e compostas.