AGES e envelhecimento

 

O envelhecimento é um processo natural, que varia de indivíduo para indivíduo, caracterizado por alterações em nossas células que resultam em uma menor capacidade de equilíbrio do organismo. O envelhecimento cutâneo é controlado por fatores inerentes à cada indivíduo, e por fatores externos, como a exposição solar e a alimentação.

Dentre as alterações ocasionadas pelo envelhecimento cutâneo, está a diminuição e desestruturação de moléculas importantes para dar a rigidez adequada à pele, como o colágeno, as fibras elásticas e o ácido hialurônico. Um dos fatores responsáveis pelo este envelhecimento, podemos ressaltar a produção e a ação dos produtos de glicação avançada (AGEs).

Os AGEs são formados naturalmente pelo nosso organismo, em um processo denominado “glicação’’, que consiste na ligação de um carboidrato (que é um açúcar) à uma proteína. Além de produzidos endogenamente, podem ser formados através do modo de preparo dos alimentos. Um exemplo clássico é aquela carne bem douradinha e com crosta.

Uma alimentação rica em açúcares e carente em vitaminas, minerais e compostos bioativos eleva a produção de AGEs, permitindo que estes possam formar estruturas rígidas, capazes de acumular-se na pele, ocasionando danos às fibras de colágeno e elastina e a redução de ácido hialurônico, refletindo no envelhecimento precoce da pele, que se expressa através de rugas, flacidez e marcas de expressão.

Orientações para um efeito antiAGEs:

– Evite ao máximo o consumo de alimentos industrializados, pois estes são ricos em açúcares de diversas formas: glucose, sacarose, maltodextrina, açúcar invertino, amido de milho, xarope de glicose.

– Alimentos tostados, dourados e com casquinha são ricos em AGEs, evite prepara-los desta forma;

Aumente o consumo de vitaminas e compostos bioativos:

Vitamina B6: banana, abacate, castanhas, melão, couve flor, brócolis, espinafre

Polifenóis: uva, ameixa, maçã, kiwi, cereja, morango, framboesa, cebola, espinafre, chás, brócolis, nozes e linhaça.

Vitamina C: mamão, morango, kiwi, uva, abacaxi, limão, couve de Bruxelas, pimentão, brócolis.

Alilcisteína (componente do extrato de alho): pode ser obtido por suplementação.

Carotenoides: alimentos de coloração verde escura, amarela, alaranjada e vermelha, como: cenoura, abóbora, espinafre, couve, mamão, chicória, batata baroa, damasco, gema de ovo;

Glicosinolatos, sulforafano, indois: couve manteiga, couve de bruxelas, brócolis, nabo, repolho, agrião, rúcula;

Selênio: castanhas (pará, cajú), repolho, leite, aveia, manteiga (com moderação);

Vitamina E: azeite extra virgem, nozes, gema de ovo, gérmen de trigo;

Para uma pele bem hidratada, ingira 2-3 litros de água diariamente, atentando-se aos dias mais quentes.

Marque sua consulta para uma avaliação nutricional e receba seu planejamento alimentar individualizado: (21) 2255-6132 / (21) 99845-6132