Matérias

Matérias

Hoje é dia de se cuidar Dieta Detox – Programa como sera?

Nesse programa descontraído sobre dieta Detox, sem modismos a Dra.Luciana esclarece dúvidas comuns e explica o que é DETOX de verdade! Ainda ensina uma receita simples e deliciosa de Brownie com semente de chia. Para acompanhar todas as novidades do meu novo canal no You Tube se inscreva-se  no canal e fique por dentro de muitas dicas, receitas entrevista sobre Nutrição!  

Matérias

Nutrientes que interferem na saúde feminina

                                                                                                                                                                       Alguns nutrientes exercem papel fundamental na saúde da mulher, auxiliando no combate aos sintomas da TPM e Menopausa, prevenção e controle da osteoporose, combate a depressão pós-parto, contribuem para a saúde e beleza da pele e fortalecem o sistema imune, mas tambem existem os nutrientes que poden servir de gatilho para esses trasntornos.  Fibras: Consumir pão e torrada integral, granola, farinha de maçã ou banana verde, linhaça, aveia, farelo de trigo e grãos de soja ajudam a evitar a constipação intestinal Frutas: Atuam como diurético e ajudam a manter a imunidade alta Verduras, legumes e saladas verde-escuras, como couve e brócolis, ajudam na circulação sanguínea e atuam como diuréticos A ingestão de dois litros de água por dia ajuda no funcionamento de todo organismo, principalmente em casos de TPM e constipação Semente de girassol: Diminui a “depressão” e a ansiedade, melhorando o humor. Carnes magras e frutos do mar: Auxiliam no trabalho dos ovários, diminuindo as cólicas. Salmão, linhaça, azeite de oliva, castanha e nozes: O consumo melhora a circulação e evita os inchaços Inhame: Ameniza as cólicas menstruais e outros sintomas da TPM; reforça as defesas do organismo, estimula a libido e tem ação antiinflamatória. Omega 3 do peixe é um modulador da inflamação reduz a necessidade de analgésicos  durante o período menstrual, melhora a fluidez da membrana celular favorecendo o metabolismo, melhora a produção de neurotransmissores com ótimos resultados no tratamento da Tpm. Cafeína: O excesso pode causar irritação, hiperatividade, ansiedade, cansaço e alteração de humor. Com isso, produtos como café, coca-cola, chá preto, chá mate e chocolate devem ser evitados Diminua o sal, inclua alimentos diuréticos no cardápio como: pepino, salsinha, melancia, melão, abacaxi. Ingerir dois litros por dia de água, sucos ou chás também vão ajudar a evitar os inchaços e má digestão Saiba mais sobre o intestino e a sua saúde:

Matérias

Dra. Luciana Harfenist fala sobre suplementação esportiva

card_12 (1)

Confira a entrevista com a Dra. Luciana Harfenist sobre suplementação alimentar esportiva. Qual é a função do suplemento alimentar? Literalmente suplementar, os suplementos foram criados com o propósito de aumentar a concentração de determinados nutrientes quando não alcançados, através da alimentação, ou para suprir deficiências, demandas aumentadas nas diversas fases da vida, em diversas patologias, e para performance e recuperação de atletas e desportistas. A suplementação nutricional em atletas tem papel fundamental em sua performance e evolução da mesma. De acordo com a Academy of Nutritionand Dietetics, nos EUA um atleta de alta performance pode chegar a necessitar de 8 a 10.000 calorias por dia, o que seria inviável, através da alimentação normal, pois o atleta precisa treinar muitas horas, e a digestão de tantos alimentos atrapalharia o treino e a sua evolução . Hoje em dia, algumas pessoas mesmo não sendo atletas de competição, treinam como se fossem, e devem receber protocolos muito próximos aos dos atletas, sempre respeitando a sua individualidade bioquímica. É preciso se exercitar todo dia para usar suplementos? Ou ser atleta profissional? Depende do suplemento, das necessidades bioquímicas, e dos objetivos de cada um. Citando um exemplo bem rotineiro como a manutenção da massa magra adquirida, tão valorizada e difícil de ser alcançada, será importante ingerir a quantidade exata de proteínas ao longo do dia, que nós nutricionistas calculamos baseado na análise clínica, e antropométrica do paciente tanto para atletas ou desportistas. A prescrição de suplementos sempre deve ser realizada por um nutricionista especializado, que detém os conhecimentos técnicos e a prática clínica para prescrever suplementos respeitando a genética de cada paciente, garantindo resultados com segurança. O whey protein que sempre fora utilizado para quem que deseja ganhar músculos, hoje estudos vem comprovando seus benefícios no controle da glicemia, da saciedade, na prevenção da osteoporose, proteção do endotélio, manutenção da massa magra, na imunidade, no controle do peso, pois trata-se de uma proteína de alto valor biológico essencial ao  metabolismo . O whey protein pode ser indicado para regulação da glicemia, na recuperação de paciente oncológico, quadros de desnutrição e em casos de pré e pós-cirúrgico, além de auxiliar a parte imunológica, para mulheres durante o climatério, que acabam perdendo massa muscular, e no tratamento da obesidade. Qual a diferença entre os suplementos alimentares, e os anabolizantes (tem muita gente que acha que eles são a mesma coisa!)? Esteroides anabolizantes são drogas fabricadas para substituírem o hormônio masculino produzido nos testículos, testosterona. Os anabolizantes atuam no crescimento muscular, no aumento da força, e no desenvolvimento das características sexuais masculinas como: pêlos, barba, voz grossa. São medicamentos indicado apenas para os pacientes com deficiência de testosterona, relacionado com alguns estados patológicos, mas também podem ser indicados na menopausa, e na andropausa na versão biodêntica regularizando os níveis sanguíneos e estabilizando diversas funções do organismo.  As versões injetáveis amplamente utilizadas pelo público fitness, fisiculturistas e outros além de aumentar rapidamente a massa muscular, que é o efeito mais desejado, poderá a médio prazo, reduzir a libido, aumentar … Continue lendo

Matérias

A importância da nutrição para uma gestação saudável

O Dia das Mães está chegando. No post de hoje uma entrevista exclusiva com a Nutricionista Funcional Dra. Luciana Harfenist falando sobre a importância da nutrição para uma gestação saudável.  1 – Na gestação é natural ganhar peso. Faça uma análise entre a diferença de ganhar peso, pelo fato de estar gerando uma nova vida X ganho de peso excessivo na gravidez: Um indivíduo saudável necessita de um planejamento alimentar que o mantenha sadio. A nutrição tem papel de destaque no universo multidisciplinar que envolve a mulher em um momento de tantas mudanças importantes e com desdobramentos para o resto de sua vida. Em situações fisiológicas especiais, como a gravidez, é fundamental a adoção de uma alimentação balanceada, com distribuição adequada de nutrientes, que atendam as demandas exclusivas dessa fase na vida da mulher. Os estudos sobre a relação existente entre o estado nutricional materno, antes e durante a gestação, e o resultado final da gestação, apontam para a importância de se atender as exigências nutricionais elevadas durante o período gestacional. É nessa fase que pode ser determinado se o feto terá, ou não, um começo de vida em boas condições físicas e mentais. Atender às alterações fisiológicas que ocorrem no organismo da mulher, durante o período gestacional é propiciar a preparação psicofísica para o parto e o nascimento, para a lactação, adaptação a novos hábitos de vida, além de prevenção e tratamento de doenças próprias da gestação e do feto. A nutrição desempenha um importante papel na gestação. Foi demonstrado através de testes laboratoriais, que dietas deficientes causam efeitos prejudiciais tanto à mãe, quanto ao feto. Constatado por alguns estudos que a má nutrição materna pode ser uma causa de deficiência no crescimento, resultando em bebês pequenos e de baixo peso. As consequências da má nutrição para o feto dependem do período, severidade e duração da restrição dietética. Energia, proteínas, vitaminas e minerais são requeridos durante a gravidez para suportar a demanda metabólica da gravidez e do crescimento fetal. Nos tempos das nossas avós acreditava-se que as gestantes deveriam comer o dobro de alimentos, tomar muito leite, comer canjica para a produção do leite, enfim eram tantas as tradições para que o bebê se desenvolvesse de forma saudável, sendo muito comum mulheres com ganhos de peso acima dos 20 kg durante a gestação. O ganho de peso excessivo na gestação aumenta os riscos para hipertensão gestacional, a diabetes gestacional, dentre outros. O ganho de peso durante a gestação será determinado conforme o estado antropométrico e nutricional da gestante. Sempre procuro conversar com o (a) médico (a) da paciente para que juntos possamos definir a melhor estratégia. De um modo geral, a recomendação pode ficar entre 8 a 15 kg, podendo ser até menos como no caso das gestantes com obesidade, ou mais para gestantes com baixo peso. Gestantes com sobrepeso não devem fazer dietas restritivas com o propósito de emagrecer. Conseguimos gerenciar perfeitamente o peso dessas pacientes, através da alimentação individualizada com grande sucesso para a mãe e para … Continue lendo